Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

IRD firma parceria com o Senai para projetos em dosimetria, radioterapia e medicina nuclear

Uma reunião técnica na sede do IRD, Rio de Janeiro, no último dia 3 de outubro, deu início oficial às atividades do instituto em parceria com o Senai. O acordo de cooperação prevê desenvolvimento de atividades nas áreas de dosimetria, radioterapia e medicina nuclear. Serão projetos de pesquisa e desenvolvimento, consultorias, serviços, promoção de eventos técnicos e transferência de conhecimento e tecnologia.

Eric Romani, coordenador de pesquisa, desenvolvimento e inovação do Instituto Senai de Inovação (ISI) em Sistemas Virtuais, destacou as múltiplas áreas de atuação. "O Senai trabalha há mais de 70 anos com educação profissional e dispõe de 57 institutos pelo país, cada um com sua aplicação regional; com esse acordo podemos aliar forças e promover inúmeras atividades".

Uma das possibilidades de trabalho conjunto está na preparação de fantomas, modelos utilizados para medicina nuclear e radioterapia que permitem calcular doses de radiação e promover segurança dos procedimentos em terapia e diagnósticos.


Reunião na diretoria do IRD deu início oficial aos trabalhos, após a assinatura do termo de cooperação

"A principal motivação dos profissionais do instituto que atuam em física médica é o controle de qualidade e de dose (de radiação) do paciente submetido a procedimentos na área médica", afirmou o diretor do IRD, Renato Di Prinzio, que abordou a importância das parcerias para disseminar conhecimento e transferir tecnologias.

Em dosimetria estão previstos estudos comparativos para confecção de simulador antropomórfico de tireoide; pesquisa relacionada à estrutura em 3D para simulador de pescoço e tireoide; projetos voltados à simuladores de mama para avaliar qualidade de exames de mamografia.

Em radioterapia, os projetos relacionados preveem o desenvolvimento de materiais com densidade próxima ao do músculo humano para fabricar aplicadores de radiação empregados em braquiterapia (que usa a radiação bem próxima ao tumor para combater as células tumorais); estudos para confecção de simulação de cabeça também em impressão em 3D.

Em medicina nuclear, a mesma linha de desenvolvimento de materiais semelhantes à membrana ou músculo humano, além de outros que apresentem expansão na presença de solução radioativa, em caso de acompanhamento de inflamação em determinada parte do corpo.


Pesquisadores do Senai conhecem projeto do IRD voltado à caracterização de materiais para simulador antropomórfico de mama

Após a reunião, Romani e a pesquisadora do ISI Márcia de Melo Dórea visitaram as Divisões de Física Médica e o Laboratório de Gamagrafia, ligado ao Serviço de Radioproteção do IRD. O principal foco de atuação do IRD é o uso seguro da radiação ionizante no país, para a segurança do público, dos trabalhadores e do meio ambiente.

Reportagem  Lilian Bueno  - Fotos Heloisa Barra / Ascom IRD

registrado em:
Fim do conteúdo da página