Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Metrologia para a indústria 4.0 é tema de congresso no sul do país
Início do conteúdo da página

Metrologia para a indústria 4.0 é tema de congresso no sul do país

  • Publicado: Terça, 26 de Novembro de 2019, 13h33
  • Última atualização em Segunda, 09 de Dezembro de 2019, 15h34

A sexta edição do Congresso Brasileiro de Metrologia das Radiações Ionizantes (CBMRI) aconteceu de 24 a 27 de novembro, em Florianópolis, SC, como um dos eventos simultâneos durante o Metrologia 2019. Realização conjunta entre a Sociedade Brasileira de Metrologia, o Inmetro e o IRD, trouxe como temas de apresentações da edição educação em metrologia das radiações ionizantes, disseminação do conhecimento, rastreabilidade metrológica na medição da atividade de radiofármacos no Brasil e contribuição de simulações computacionais na área, entre outros.  

De acordo com os organizadores, o intuito foi o de construir estratégias voltadas à disseminação da cultura da metrologia e avaliação da conformidade como fatores essenciais ao desenvolvimento sustentável. O evento teve como objetivo geral colaborar para o desenvolvimento da metrologia  por meio da apresentação de trabalhos técnicos, apresentação de palestras de cientistas convidados com contribuições significantes e atuais na área, troca de experiências e intercâmbio técnico e científico entre profissionais e instituições, do país e do exterior. O Metrologia 2019 reuniu seis eventos simultâneos: 10º Congresso Brasileiro de Metrologia (CBM); XIII Congresso Internacional de Metrologia Elétrica (SEMETRO); V Congresso Internacional de Metrologia Mecânica (CIMMEC); IV Workshop da Rede de Metrologia Química do Inmetro (Remeq-I); III Congresso Brasileiro de Metrologia Óptica (CBMO), além do VI CBMRI, realizado anualmente.

Pelo alcance diversificado das áreas de interesse para a sociedade, o tema metrologia das radiações ionizantes pode reunir pesquisas sobre a modelagem para procedimentos que simulam a aplicação da radiação em tratamento de câncer de útero, determinação de urânio e tório em águas para consumo humano, calibração de equipamentos detectores de radiação ou de medição de radionuclídeos que possam ter sido incorporados pelo homem, ou mesmo materiais que funcionam como atenuadores da radiação. Os campos são infinitos e tantos cálculos, doses, medidas requerem o alcance de muitos desafios para alcançar o ideal em termos de confiabilidade de medições.

"A ideia do congresso em radiações ionizantes nasceu dessa sinergia entre áreas tão diversas e impactantes; o desafio é reunir áreas complementares, tão importantes e únicas em suas especificidades. Para o consumidor final significa segurança em termos de medidas, para o pesquisador a busca pela inovação, para a economia e para a indústria a competitividade, além da necessidade de atender novas exigências e valores, como sustentabilidade, equidade, confiança, qualidade", afirma o coordenador do CBMRI, pesquisador do IRD José Guilherme Pereira Peixoto.

As plenárias gerais, elaboradas de forma a atender temas de impacto para profissionais dos diversos segmentos da metrologia, contemplaram temas como segurança cibernética,  segurança metrológica, metrologia para um mundo 4.0, como ampliar a inovação,  desafios atuais da saúde, aplicações da metrologia em diversas áreas da indústria. O evento reuniu palestrantes como Barbara Goldstein, do National Institute of Standards and Technology (NIST), José Mauro Granjeiro, do Inmetro, Thomas Wiedenhöfer, do  National Metrology Institute of Germany (PTB) , Vanderlei Bagnato, da USP, entre outros profissionais de destaque em suas áreas. 

Pesquisadores do IRD atuantes no Laboratório Nacional de Metrologia das Radiações Ionizantes (LNMR) apresentaram, em formato poster, trabalho que demostra os resultados obtidos em medições internacionais de atividade.  O LNMRI está situado no IRD e é referência nacional, por designação do Inmetro. Possui 120 linhas de melhor qualidade  de medição no Bureau Internacional de Pesos e Medidas. Desenvolve atividades que contribuem com as medições em radiações ionizantes em saúde, meio ambiente, indústria e pesquisa.

 

Foto: Heloisa Barra/ Ascom IRD

Fim do conteúdo da página